Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Teenage Dirtbag

Eu tenho um blog?

por Inês, em 29.01.17

Fui fazer Erasmus para a República Checa e já voltei. Mas o que é isto de fazer Erasmus? Vivi noutro país, "estudei" noutra faculdade, conheci gente nova, ganhei novos amigos (pelo menos durante o tempo em que lá estive porque infelizmente may we meet again não deve passar apenas de uma expressão - fosse o mundo ainda mais pequeno e éramos mais felizes), viajei um bom bocado, conheci grandes capitais europeias, bebi bastante, dancei também imenso, ri muito e chorei, tive semanas más, muitas saudades de casa e, quando dei por mim a metade do tempo da estadia lá reverteu-se tudo e passei a ter saudades de lá ainda lá estando. Ao vir embora também chorei pelo simples facto de que os últimos 5 meses da minha vida nunca, mas nunca mais se repetirão. É simplesmente impossível naquelas circunstâncias um grupo tão grande de pessoas se voltar a reunir. E isso é uma tristeza do caraças. Há muitas coisas das quais me arrependo e se alguém me estiver a ler e quiserem ir de Erasmus, leiam bem: vão sozinhos! SOZINHOS. Eu fui com um grupo de amigas, éramos quatro, as minhas melhores amigas de cá foram também comigo para Erasmus. Acho que se no inicio se pusesse a possibilidade de ir sozinha, eu nunca teria avançado com as coisas mas agora olhando para trás, era o que devia ter feito. Adorei a experiência com elas, mas perdi a verdadeira experiência Erasmus com todos os outros que nunca mais devo ver na vida. Diverti-me muito com elas mas demasiado pouco com o resto do pessoal e aí é que reside o meu grande arrependimento. Por isso, se posso aconselhar alguma coisa, só digo que vão, nem pensem duas vezes! Vão e aproveitem tudo! Logo desde o primeiro dia, saiam de casa! Estudem pouco que aquela merda é demasiado fácil! Bebam, falem, não se agarrem ao dinheiro que quando derem por ela já lá não estão. Viajem muito! E com pessoas diferentes. Combinem jantares, aceitem convites! Vivam muito, muito que passa a correr mesmo. Mesmo não tido sido aproveitado a 100% (maybe 60%?), foram os 5 meses mais rápidos da minha vida. E isso só pode querer dizer o quanto eu adorei o meu Erasmus. Força jovens portugueeas! Aproveitem esta grande oportunidade que é o Erasmus. Saiam daqui que isto é nada. Atirem-se ao estrangeiro! (e esqueçam lá isso de ser caro porque se forem bolseiros têm o Erasmus quase todo pago, just ask me how)

Ai a nostalgia!

por Inês, em 20.11.16

Se há dias em que bate forte a saudade da família e das terras portuguesas, começam agora os dias em que já penso nas saudades que vou ter desta terra e destas pessoas (as de erasmus que só as outras não são fixes)! É triste pensar que isto nunca se vai repetir, viver aqui nesta cidade com estes amigos. Um turco, um polaco e um romeno! Os amigos que o Erasmus me deu! Nunca na vida havemos de nos voltar a encontrar todos e reviver estes belos momentos na República Checa. Sou uma pessoa muito nostáligica. Só vou embora de vez no final de janeiro e já penso nisto. That's me.

Time Perception

por Inês, em 19.10.16

O que vale é que, estajamos bem ou mal, o tempo passa sempre a correr e mal damos por ela, olhamos para trás e já passou. Com tudo, tudo, tudo. Já passou um mês e já desejei nunca ter vindo. Faltam dois meses e já vivi montes de momentos que fizeram valer a pena. Se fizeram a 100%? Ainda não sei, sinceramente. Falta muita coisa. Mas vai-se vivendo.

Estou há uma semana na República Checa

por Inês, em 27.09.16

I'm alive. And homesick. And I FUCKING NEED INTERNET IN MY ROOM.

 

E os checos são rudes. Mesmo rudes.

E está muito frio. Já estou doente, cheia de espirros e ranho all over.

 

Mas há muitas coisas boas, claro que há. Só que agora só me lembro das más.