Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Teenage Dirtbag

yound adult na tarefa árdua de tentar ser alguma coisa de jeito.

Teenage Dirtbag

yound adult na tarefa árdua de tentar ser alguma coisa de jeito.

08 de Fevereiro, 2013

Semana de altos e baixos e baixos e baixos e baixos

Inês

Esta semana foi uma treta! O fim-de-semana foi fantástico mas a semana de pouco valeu. Segunda-feira estava a morrer na escola. A arrastar-me literalmente. Andava cheia de sono, farta de aturar pessoas. Terça foi o melhor dia. Correu benzinho. Quarta, quinta e sexta foi uma bela de uma merdinha. A Catarina anda parva e eu que a ature. Trocou os intervalos comigo a jogar cartas para andar a passear com a Magda a ver este e aquele rapaz. Pronto. Eu admito que não sirvo para isso (mandar para o ar "que bom!" "ui!" "ai!que corpo" é uma treta, eu quando gosto do que vejo, calo-me e pronto. acho esses comentários mesmo foleiros e dispensáveis) e se ela gosta que vá com a Magda! Mas não me dizer bom dia sequer para ir logo a correr contar que viu este e o outro? Fogo! Enfim! Hoje já me passou mais cartão o que me fez um pouco mais contente. Posso ser ignorada por qualquer pessoa na escola mas pela Catarina e pela Diana é que não espero definitivamente. Tenho-as em muita consideração e, supostamente, o sentimento é mutuo portanto não gosto quando me sinto assim por causa delas (não tenho razão nenhuma de queixa por parte da Diana, ela é muito mais parecida comigo nesse aspeto). Passando à frente, o ambiente aqui em casa também não está nada bem o que não ajuda de todo. E parte da culpa é minha. Custa-me dizer isto e acho mesmo mau mas a verdade é que há momentos (demasiados) em que não tenho paciência para a minha mãe. Ela tem tido atitudes que não gosto. Está sempre a dizer que eu mudei muito e isto e aquilo mas ela também mudou. Mudamos as duas e a dinâmica entre nós que era tão boa, pouco saudável até de tão dependentes que éramos uma na outra mudou bastante. É obvio que não mudou para melhor. Eu sinto-me mal em casa, ela sente-se mal. É uma treta. Eu continuo a dizer as mesmas coisas que não devia. E ela em vez de falar, de mandar vir ou de simplesmente apontar os meus defeitos como eu aponto os dela, não, amua e deixa de me falar. E depois dizem que nós é que não sabemos resolver os problemas como adultos! Eu disponibilizo-me a falar e digo-lhe "como eu falo o que não gosto em ti ou do que fazes, faz o mesmo comigo" mas nada! Afinal o diálogo e a sinceridade são tão importantes para quê se depois quando falamos de caras e na hora, chateiam-se!?.  Agora, adoro estar sozinha em casa. Sinto-ma aliviada, leve. E mais uma vez não sei se isto é bom. Tantas vezes critiquei estas atitudes adolescentes e estúpidas que via na televisão e no meu irmão e agora faço a mesma porcaria!

Ainda bem que agora tenho cinco diazinhos de férias. Provavelmente, pouco farei mas pelo menos vou poder dormir. Ah! E ainda por cima, fartei-me de convidar a Diana, a Catarina e a Amelie para virem aqui passar uma noite para ser diferente e tal mas quê? A Amelie vai de férias para fora, a Cat também não fala com a mãe e parece que tem pouca vontade de vir, só a Diana está a repensar sobre a oferta mas mesmo assim tem os primos e portanto também poderá não vir. Caraças! E eu nem sequer gosto do Carnaval. É só gente a falar que vai a esta festa e à aquela e blá blá blá. E eu que até gostava de reunir umas amigas aqui em casa só para ser diferente já que elas também vão ficar em casa e ninguém tem a minima iniciativa. Há dias em que me sinto mesmo a piece of shit. E esta semana, aconteceram demasiados dias assim.