Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Teenage Dirtbag

Este blog é o meu diário. Mais para mim do que para vocês. Uma tentativa de arquivo de pensamentos. "Teenage" como quem diz... já são 26.

Teenage Dirtbag

Este blog é o meu diário. Mais para mim do que para vocês. Uma tentativa de arquivo de pensamentos. "Teenage" como quem diz... já são 26.

21 de Maio, 2013

Primeiro Grande Erro

Inês

As coisas com o curly estavam maravilhosas e fantásticas e perfeitas demais, não é? Claro. Então, vem à superficie a mente brilhante de um rapaz adolescente e pimba! Asneira! Então não é que ele me pergunta se eu já alguma vez tive um namorado e se, basicamente (com uns rodeios) já tinha dado algum beijo a um rapaz? Sim, na boca. Sejamos diretos e honestos. Tenho dezasseis anos e tal ainda não me aconteceu. Por mil e uma razões mas, simplesmente, porque não aconteceu. A linha que me separava dos rapazes é bem real. Aventuras em festas? noitadas? jogos tipo 'verdade ou consequência'? beijos tímidos aos doze anos? Nada disso me aconteceu. E admito que esse momento (com o qual já fantasiei milhões de vezes - e não estou a exagerar) é muito ansiado por mim. Porque sim. Porque sinto uma curiosidade imensa e não acho que esta curiosidade seja assim tão anormal. Simplesmente, ainda não se tornou real. E agora com o curly vejo esse momento cada vez mais perto mas, surpreendentemente para mim, manti sempre a calma e nunca pensei realmente nisso. Na minha mente, não havia nada a forçar. Quando as coisas acontecessem, aconteciam e pronto. Só que aquele pascácio foi-me perguntar uma cena destas e deixou-me um bocado em baixo. Estava nas nuvens e cai um bocadinho. Porque agora me sinto, de certa forma, pressionada. Preocupa-me o facto que ele saiba da minha inexperiência (disse a verdade. não sei mentir). E hoje o clima entre nós mudou um pouco. Talvez a culpa tenha sido mais minha que dele. Porque eu não estava tão bem como antes. Das coisas que mais gosto nele é o facto de me sentir tão confortável com ele e nisso hoje notaram-se algumas diferenças. Eu não estava cem por cento confortável e ele percebeu. E pronto. Ao fim do dia, as coisas melhoraram significativamente (e agora vou-vos dizer uma coisa bué rebelde que eu fiz: pedi à prof para ir à casa-de-banho e encontrei-me com ele cá fora que fez o mesmo porque também estava em aula - sim, não é nada de especial, já perceberam que não sou normal, certo?) e isso faz-me sentir melhor mas ainda tenho esta 'pressãozinha' que não me deixa. Sinto que tenho resolver isto, ou seja, o beijo não pode esperar muito mais. Para além de tudo o que para aqui escrevi, outra cena é que também qualquer pessoa que nos veja, pensa que já somos namorados mas 'oficialmente' não o somos e isso é super esquisito e awkward e tudo o mais. Damn it!

 

Não tem nada a ver mas adoro esta música e por isso deixo-a aqui para vocês ouvirem. Lana no seu melhor: