Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Teenage Dirtbag

yound adult na tarefa árdua de tentar ser alguma coisa de jeito.

Teenage Dirtbag

yound adult na tarefa árdua de tentar ser alguma coisa de jeito.

08 de Agosto, 2013

Este mês

Inês

Este mês vai ser impossível. Ok, vai ser possível, sim senhora mas o problema é que eu me meti em coisas a mais e agora estou atulhada até às orelhas com as coisas com que me comprometi. Que irónico! Com o receio de passar demasiado tempo em casa a deprimir, tentei arranjar tudo e mais alguma coisa e agora não tenho é tempo para descansar! Até ao fim desta semana tenho a medieval que me vai ocupar até à madrugada de segunda. Depois começo a sério o trabalho num café à noite, o voluntariado no zoo com a Diana e continuo com o trabalho na loja. Estou feita ao bife. Julho foi só saídas. Agosto é só trabalho. Setembro aguarda-me! Quero férias!

08 de Agosto, 2013

Esclarecidos

Inês

Ontem, eu e o Lid acabamos a noite sozinhos a comer pão com chouriço e a vaguear nas ruas da viagem medieval. Coisa que ainda não tinha acontecido. Por causa de uma 'querido amigo' nosso ele achou que precisava de falar comigo e de se certificar que eu estava bem e a lidar bem com a nossa situação. Lá falamos. Estou bem. Farto-me de dizer isso ao pessoal que parece não acreditar. É assim tão difícil de entender? Ando sempre a sorrir, a rir, a dançar, a comer e a divertir-me. Vou parar e deprimir neste auge que têm sido os últimos meses porquê? Estou ótima e ele entendeu isso. Falamos sobre o facto de ele nunca se ter dado assim com uma ex-namorada e de como esta nossa relação é novidade para ele mas que se sentia muito bem assim. Eu disse-lhe que gostava da pessoa que ele era e que não fazia sentido perder a relação fixe que tínhamos. No final, os dois beijinhos na cara não foram suficientes e ele pediu-me um abraço. Que saudades daqueles abraços! Que saudades! Uns segundos não foram suficientes. Podia ter ficado ali nos abraços dele muito mais tempo mas talvez assim seja melhor. Agora estou bem, secalhar se voltasse a ter esse tipo de proximidade as coisas descambassem e eu não quero isso. Julgava que as coisas tinham ficado esclarecidas com aquela chamada há umas semanas mas, realmente, ontem ficaram muito melhores. Não há nada como falar cara-a-cara e, ainda que pensasse, que não há muito a dizer, as coisas vêm e, se lá estivesse sentada naquele banco com ele mais umas três horas, mais três horas falaríamos sobre nós, os outros e outras estupidezes que aparecessem.

05 de Agosto, 2013

Life

Inês

Ontem, já estava de andar naquele ambiente da viagem ambiental. Um ano inteiro a desejar esta altura e depois canso-me em quatro dias. Na realidade, estava mesmo cansada. O ano passado tudo era novidade. Este ano deixou de ser. Para além disso, há aspetos que me confundem e, às vezes, me deixam mais em baixo, resultantes da minha convivência com o Lid nestes últimos dias. Portanto, ontem era ver-me a desejar chegar a casa e passar a madrugada a ver Criminal Minds. Hoje o dia estava completamente livre o que é bom mas lá está, depois de cinco horas sozinha dentro destas paredes começo a ficar, mais uma vez em baixo. Já fiz exercício físico, já arrumei um pouco a casa, já escrevi e já estive no pc até me fartar mas aqui vou continuar (mais um episodiozinho de Criminal Minds) até ter que sair daqui bocado para voltar à terra medieval onde espera o meu grupo para mais uma atuação. O meu grupo e o Lid. Isto alegra-me mais. Seja como for, estar perto dele é sempre bom e não me parece que me vá cansar disso assim tão depressa.

03 de Agosto, 2013

Write Things Down

Inês

Peguei em dois cadernos que tinha cá por casa e comecei a escrever neles o que vivo e coisas que me dizem e que me ficam na memória por esta ou aquela razão. A verdade é que uma pessoa esquece-me de muita coisa e há momentos que, mesmo que sejam muito importantes ou apenas altamente, se desvanecem na nossa memória. Contra isso, há que os escrever e assim ficam eternizados em papel e fazem-nos sorrir ou dar valentes gargalhadas quando abrimos aquelas páginas e nos deparamos com as situações que queremos sempre relembrar.

03 de Agosto, 2013

Trabalho e Viagem Medieval

Inês

Pois bem, os últimos dois dias foram os primeiros dois dias do meu primeiro trabalho de verão e da minha adorada viagem medieval! O trabalho resume-se bastante rápido: é uma seca. Isto porque não entra ninguém na loja. Para além da minha mãe, ninguém. Já esperava. Quanto à viagem, é tudo tão awesome que estou sempre a dizer 'é tão brutal!'. Adoro, adoro, adoro. O ambiente, o espírito, as pessoas, a comida (!!!), as atuações, o meu grupo de dança, os meus grupos de amigos (agora tenho pessoal com quem ir ter, com quem passar lá bons bocados, é tão fixe!). Onze dias que ninguém me tira de alegria, diversão e felicidade. Perfeito, perfeito era viver aquela energia toda de madrugada até o sol nascer. Os grupos que atuam, os estrangeiros e mesmo outro pessoal que vive a viagem como ninguém ficam até altas horas da madrugada. Adorava fazer isso mas porque vivo um bocado longe e não tenho boleia tão tarde, não posso. Ainda assim é fantástico estar lá e adoro, adoro, adoro tudo aquilo.

01 de Agosto, 2013

SE eu me casasse

Inês

Esqueçam lá o vestido branco de noiva. Eu iria com um vestido deste género. Acho-os (alguns!) tão elegantes e bonitos. As cores esqueçam. São verdadeiramente horríveis mas optando por outras, ficaria perfeito. Já começo a viajar no tempo. Época medieval aqui vou eu (começa amanhã!!)!

01 de Agosto, 2013

Visita à Serra

Inês

Estive estes dois últimos dias a muitos kms de casa. Fui passá-los às Serras da zona de Pampilhosa da Serra que fica ali no centro de Portugal, pertence a Castelo Branco. Tive direito a estes diazinhos porque o meu irmão está a trabalhar lá e assim eu aproveito a boleia e o hotel. O hotel! Quatro estrelas. Coisa a que não estou habituada o que me valeu algumas situações engraçadas. Engraçadas para não dizer pior. Fiz muita coisa, enumerando: paisagens espetaculares, aldeias e vilas, ler, jucuzzi, sauna e banho turco, piscina interior, ginásio, almoço gourmet, jantar tipicamente normal (um prego - lá chamavam bitoque - que soube tão melhor!) o calor horrível de hoje e claro, as viagens de carro. Longas, duas horas e meia dentro de um carro de vidros abertos com horizontes fantásticos e música nas alturas. Adorei a piscina com sistemas de massagens na água, a sauna e o banho turco também muuuito bons. O jacuzzi também foi ótimo. Nunca tinha experimentado. Dei no gym hoje de manhã. Não fiz grande coisa mas já foi alguma coisa! O pequeno-almoço também fantástico claro. Provei quase tudo o que havia para comer. Enfim! Não sou de hotéis. As minhas férias (quando as passava fora de casa) eram sempre em parques de campismo o que eu adorava e adoro! Acampar sempre foi a minha cena. Depois, férias deste género acabaram e agora, com o tipo de trabalho que o meu irmão tem que o faz visitar diversos pontos do país e não só, eu aproveito para ir com ele alguns dias e conhecer realidades diferentes. E agora eu até colocava aqui fotos mas isso demorava muito tempo e fotos não se comparam à vista que vocês têm no local em si. Não valem assim tanto. Vão lá se tiverem essa oportunidade que vale a pena. Para vos aguçar a curiosidade, esta foi a minha vista de ontem de manhã:

Pág. 4/4