Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Teenage Dirtbag

Este blog é o meu diário. Mais para mim do que para vocês. Uma tentativa de arquivo de pensamentos. "Teenage" como quem diz... já são 25.

Teenage Dirtbag

Este blog é o meu diário. Mais para mim do que para vocês. Uma tentativa de arquivo de pensamentos. "Teenage" como quem diz... já são 25.

30 de Setembro, 2013

How to Make Money?

Inês

Preciso, urgentemente, de fazer dinheiro. Ganhar dinheiro de algum sitio. Preciso. Devem estar a pensar que azar o meu, porque comprei agora o smart e não devia ter gasto tanto dinheiro se agora preciso dele. Têm razão mas prioridades são prioridades. Alguém tem uma ideia daquelas fantásticas de como ganhar uns trocos extra por mês? jJá tentei vender livros, roupa e montes de outra tralha! Não resulta. Para mim, olx não resulta. Não peço muito, trinta eurinhos eram suficientes. Alguém?

30 de Setembro, 2013

Secret Story 4 - Segundas impressões

Inês

Como alguns de vocês devem saber, tenho visto as diferentes edições do Secret Story. Já lá vão quatro anos desde a primeira casa e minha preferida, desde então a qualidade tem vindo sempre a descer, é indiscutível. A diversidade de concorrentes é quase nula, tanto na aparência como no seu interior. Os objetivos são todos os mesmos e os meios que estão dispostos a utilizar também o que faz com que o interesse que tenho pelo programa seja cada vez menor. Ainda assim, admito, e sem qualquer problema, que gosto de ver o SS e que, provavelmente, o continuarei a fazer. O que mais me agrada, é sem dúvida, o jogo. As estratégias, segredos e grupos são o mais interessante. O romance é secundário, para mim. Sei que há muita gente que não aprecia nem pode ouvir falar deste reality show mas enfim! há um outro número maior ainda de gente como eu, por isso aqui vão os meus pensamentos enquanto assistia ontem à noite à primeira gala:

- o primeiro rapaz é bem giro e funny.

- a primeira rapariga é o futuro de muitas das minhas colegas. so sad...

- o João é uma mistura entre o Carlos do outro SS e o ator Pedro Carvalho (pesquisem lá a ver se não é verdade!) e quer ser o próximo Ruben. Muito teatro, tanto dele como das outras meninas com quem ele andou. A Diana quer mostrar-se culta mas está dificil se continuar assim. Estou curiosa quanto à Erica. Disse que estava lá para se meter com as outras mulheres, gosto disso.

- a Joana podia-se ter ficado pelas danças de salão. Fazia tão melhor figura apenas como dançarina de competição! Mas não, há que mostrar a parolice.

- acho injusto o Aníbal ali estar por já ser, minimamente, reconhecido pelo público mas agrada-me muito que haja gente mais velha para variar.

- os segredos são uma porcaria. tirando dois ou três, o resto não é segredo de jeito.

- A 'barbie' (não sei o nome dela..) parece ter cinquenta anos e diz que é artificial e diz isso a sorrir.

- o luís é engraçado. comédia é o que se quer! acho muito bem!

- a bernardina é horrível. Deixou ficar muito mal as mulheres do norte. Tenho pena que seja da minha terra.

- a ucraniana é bastante bonita.

- o último ex-casal a entrar deixou-me muito curiosa. pareceram-me mais maturos que a maioria, talvez pelo que já viveram. o tierry é tãaaao smoking hot. julguei que não fosse mesmo português. A Sofia é morena e só por isso já merece destaque.

- o tiago também é muito bonito, sim senhora.

Isto é parvo. Falo na beleza exterior apenas porque, por dentro, todos aparentam ser o mesmo: conquistadores como ninguém. A verdadeira essência só se verá daqui para a frente e nem chega a ser mesmo verdadeira, é só teatro lá dentro! Não há ninguém como uma Ana Isabel, um Ivo, um Wilson ou mesmo, e a algum custo, uma Fanny. Isso é que são concorrentes em condições que criam história. Desses é que eu gosto! Mas, por enquanto, lá vou vendo estes. E não me julguem muito, ok?

27 de Setembro, 2013

Apps

Inês

O mundo das aplicações num smartphone era das coisas que mais me atraiam e atraem mas pensei que houvesse uma diversidade muito maior de apps! As redes sociais já cá estão, não lhes resisto (por falar nisso, vou deixar aqui o meu instagram ali em cima, gosto do conceito) e também instalei o myfitnesspal (é um contador de calorias, ajuda bastante por sinal - longa história, fica para mais tarde), alguns joguitos, tipo 'quem quer ser milionário - música', 'talking tom' e 'shazam' (muito útil! reconhece músicas). Mas acho que devem haver muitas mais interessantes e preciso das vossas dicas! Gente que convive com os smartphones à mais tempo que eu, help!

26 de Setembro, 2013

Novo horário

Inês

Não sei se já aqui tinha falado do meu horário mas, como aluna do ensino regular do décimo segundo ano num curso cientifico-humanístico, tenho as tardes todas livres como milhares de estudantes deste país. Talvez ao contrário da maioria, isto não me agrada. Perdem-se grandes momentos de turma e, para além disso, não se aproveita tempo nenhum! Sei que não sou só eu, muitos lá da escola passam pelo mesmo, tardes e tardes desperdiçadas em casa a olhar para as paredes até que vem o sono, que é mais forte, e vence! E pronto. Dorme-se que é o melhor que se faz! Estudar (aka fazer exercícios de matemática)? Népia. Se pego nos livros, tenho quase a certeza que adormeço em cima deles. Se me sento no sofá, é mais que certo que isso acontece. Já aconteceu. Até em cima do pc já adormeci. Enfim. Não se faz nada.

25 de Setembro, 2013

Smart!!!

Inês

Já cá canta. Pronto. As minhas previsões e planos saíram todos ao lado. Pesquisei cento e quarenta mil smartphones (just kidding. devem ter sido uns vinte) e no dia da compra encantei-me pelo Galaxy S II de um colega. Lá mudei todos os meus planos e aumentei drasticamente o orçamento. Chego à loja e o S II preto não há! Branco é que não quero! Lá ouvi as opiniões dos srs da loja e o equivalente ao S II, pelo qual me apaixonei, lá estava ao ladinho, mais barato e prometendo ser ainda melhor. Eis o LG 4X! Ecrã gigante, 16 GB de memória interna, 8 MP na câmara principal, 1.3 MP na câmara frontal, não sei quantos processadores. Enfim! Uma infinidade de coisas boas! Lá me voltei a apaixonar. Não me orgulho destes meus atos de loucura "shopaholiticos" mas a gastar, gasto numa coisa mesmo boa! Comigo, os telemóveis duram, pelo menos, três anos, por isso, é um investimento para o futuro. Não gastarei dinheiro assim nos próximos tempos. E assim o meu novo smart não fica ultrapassado tão rapidamente. Para já, tenho poucos pontos negativos. O facto de a bateria sumir num piscar de olhos não me agrada nadinha. Estou constantemente a pensar que não devia estar a mexer no smart para não viciar a bateria mas, nisto dos smartphones, é tudo igual, dizem os mais entendidos na matéria. Ainda assim, não gosto. Por isso, espero que o próximo grande passo neste mundo seja aumentar a durabilidade das baterias. Aconselho que se juntem esforços neste sentido! Também tenho a constante preocupação com o estado físico do smart. Só de pensar que se partir o ecrã, nem que seja minimamente, lá vão cento e cinquenta euros e a qualidade fica logo comprometida, dói-me tudo! E pensar no seguro que fiz não ajuda assim tanto já que penso logo no dinheiro que vou ter que dar nos próximos meses e isso também não me agrada. Mas prefiro isso, a acontecer algo e depois não haver smart para ninguém! Penso que quando comprar uma capa decente, este meu receio se reduza um bocado. Bem, estou bastante satisfeita com esta aquisição. Ainda é um pouco cedo para o recomendar. Mais uns dias e as ideias ficam mais claras. Agora não há volta a trás mas, para já, se pudesse, não voltava!

21 de Setembro, 2013

Vou sucumbir à era dos smartphones

Inês

Há uns tempos escrevi que não tinha o smartphone porque se o tivesse, provavelmente, o vicio era tanto que acabava com a minha vida no momento com as pessoas que é uma coisa que eu odeio quando estou com pessoas que estão agarradas ao telemóvel e não ligam puto ao que digo ou ao que acontece. Como dizem, e bem verdade, a tecnologia liga quem está longe e separa os que estão próximos. Continua a achar isto correto mas acontece que quero ligar-me às pessoas que estão longe. A Amelie lá está na Alemanha há uns meses já e eu fiquei fascinada com o que é possível fazer a partir de um pequeno smartphone (conhecia muito pouco deste mundo, diga-se). Prometo controlar o uso do que vai ser o meu smartphone. Prometo! Até lá, tenho que tomar uma decisão. Estou indecisa entre três: o huawei ascend g510, o samsung ace plus ou o sony xperia J. Tendo em vista estes três, estava muito mais inclinada para o huawei mas falta-lhe algo que eu quero mesmo: câmara frontal. Preciso de segundas opiniões. Sintam-se livres para me ajudar :D

20 de Setembro, 2013

A pervesidade dos profs

Inês

Aparece-nos, em edu. física, o prof com uma t-shirt que diz "SMS - serviço de mensagens sexuais" e há quem leia em voz alta "serviço de massagens sexuais" e uma hora depois, em português, a prof a falar da escultura 'David' de Miguel Ângelo diz-nos que aquela é obra de arte é ''toda grande'' e que até ''apetece tocar''. Estes professores de hoje em dia... x)

19 de Setembro, 2013

Quão estranho é

Inês

estares há quatro dias na escola e ainda ninguém falar nele? Sim, ele, o Lid. Antes, não havia uma aula em não se ouvisse o nome dele em jeito de piada e nos intervalos, então, tornava-se insuportável mesmo. Desde que cheguei nem um comentário, nem uma pergunta. Rigorosamente nada. De ninguém. É como se fosse um assunto que nunca existiu, fora do mapa. Para mim, este silêncio é bom porque assim não tem que haver aquela conversa chata e desconfortável de explicar as coisas mas, ao mesmo tempo, é estranho. Sinto que toda a gente sabe e toda a gente evita tocar no assunto, pensar nele sequer e não entendo o porquê. Irrita-me pensar que o pessoal que me conhece me acha 'fraca' emocionalmente ou que me apeguei demasiado, que fui a parte fraca da relação e que a mais sofri. Irrita-me pensar que ninguém fala no assunto porque acham que é um assunto que me deixa mal. Isso não é verdade e gostava de o provar mas não sei como. Também não há uma grande necessidade de provar coisa alguma. Estou bem comigo mesma e isso é suficiente mas, se pudesse, elucidava toda a gente e 'fortificava' a minha imagem, entendem? Porque estou bem na realidade e ninguém devia ter receio de falar as coisas em condições. Parece uma conspiração e isso é que me deixa mal.

Pág. 1/3