Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Teenage Dirtbag

Este blog é o meu diário. Mais para mim do que para vocês. Uma tentativa de arquivo de pensamentos. "Teenage" como quem diz... já são 25.

Teenage Dirtbag

Este blog é o meu diário. Mais para mim do que para vocês. Uma tentativa de arquivo de pensamentos. "Teenage" como quem diz... já são 25.

10 de Setembro, 2020

Eu ontem corri 10 kms

Inês

Nem acredito nisto.

Ontem, sem plano e até um pouco chateada com a vida, fui correr com o meu irmão. Fizemos o aquecimento. Começamos juntos e, como habitual, separamo-nos porque ele corre muito mais do que eu. Fui correndo ao meu ritmo, e agora olhando para trás percebo que os primeiros três kms custam muito mais do que os outros. Nestes tenho que controlar a respiração e esforçar-me para manter uma passada leve que não me faça doer as pernas. O meu normal e máximo de sempre era fazer 4 kms em 30 min. Consegui fazer 4 kms em menos do que esse tempo e então comecei a negociar comigo própria: "Agora vais aos 5 kms". Fiz 5 kms e num tempo muito melhor. Fiquei toda contente, sentia-me bem e pensei "Agora vais tentar continuar e chegar até aquele sítio". E assim sucessivamente, negociando entre kms e potenciais lugares para parar, cheguei ao numero 9 km e pensei "Isto é incrível, agora vou fazer 10 kms!" e lá fui eu ainda mais rápida pelo passadiço fora à procura do meu irmão para lhe contar a novidade. Encontrei-o e, ainda ao longe, gritei: "Vou correr 10 kms!". Ele incrédulo a olhar para mim, surpreendido por eu ainda estar a correr sequer, quanto mais estar a caminho dos dois dígitos.

Para quem me conhece sabe o quão improvável isto é. Não sou nem nunca fui atlética, nem sequer gosto de desporto, não tenho jeito. Na escola, estive em risco de ter negativa várias vezes porque nem sequer me mexia. Os cinco anos de universidade foram a desculpa perfeita para continuar sem fazer qualquer desporto no meio de tantas outras coisas que se passavam. Com a tese entregue, finalmente iniciei-me em algum atividade física: jump uma vez por semana. Nas primeiras aulas morria. Não conseguia fazer tudo. Ficava toda empenada. Agora faço jump duas vezes por semana e adoro aquela horita de energia, música e descompressão. Na pandemia tentei fazer algo mais, em casa, e umas corridas aqui e ali mas, lá está, o meu máximo era 4kms em 30min, o que só por si já não é mau de todo mas também não é grande coisa.

Não sei o que aconteceu ontem. Não fiz nada de diferente ao longo do dia e na pré-corrida. Não tinha o especial objetivo de correr tanto. Simplesmente fui correndo e nunca parei. E não me custou assim tanto. Porque se custasse, eu teria parado.

Será puramente uma questão de mentalidade? Não é possível que eu tenha melhorado tanto a minha condição física, porque isso teria que ser gradual. Ou seja, eu sempre fui capaz de fazer isto mas nunca o fiz. E ontem, fi-lo. Simplesmente. Apesar que efetivamente, quando corro (sem ser ontem) dá-me a típica dor de burro e sinto as pernas a doer. Sei que tenho que fazer alguns "truques" para mitigar essas dores e continuar a correr. E, normalmente, tento levá-las a cabo mas nunca tão bem como ontem.

Estou, acima de tudo, surpreendida comigo mesma e quero guardar este acontecimento numa caixa, tipo este post. 

WhatsApp Image 2020-09-09 at 20.27.12.jpeg