Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Teenage Dirtbag

Este blog é o meu diário. Mais para mim do que para vocês. Uma tentativa de arquivo de pensamentos. "Teenage" como quem diz... já são 25.

Teenage Dirtbag

Este blog é o meu diário. Mais para mim do que para vocês. Uma tentativa de arquivo de pensamentos. "Teenage" como quem diz... já são 25.

05 de Fevereiro, 2014

Novidades no campo 'being healthy'

Inês

Quanto à minha tentativa de me tornar uma pessoa mais saudável, devo dizer que já visto calças que não vestia há mais de um ano e que, tal facto, me deixa bastante satisfeita (até porque as calças são mesmo giras e confortáveis). O exercício físico está limitado ao da escola e das aulas de dança de ventre (que não é canja). Este tempo não motiva nadinha para fazer algo mais. Na verdade, chegam as seis horas da tarde e só me apetece dormir. Por outro lado, tenho acordado com uma energia e vontade às seis da manhã que até a mim me surpreende. Quanto à alimentação, essa tem sido direitinha mas se há coisa que me desvia dos meus bons hábitos, são os putos dos chocolates que não há maneira de abandonarem esta casa! Detesto isso e vou generalizar esta situação. Acho de muito mau gosto e nenhum cuidado nem amizade, queixarem-se quando uma pessoa está de 'dieta'. E 'dieta' nem é a palavra adequada. Manter uma alimentação saudável devia ser transversal a toda a população mas, uma vez que não é, ninguém devia ter a lata de desencaminhar uma pessoa que faz um esforço tremendo por tomar decisões mais equilibradas à hora da refeição. O que se passa quase sempre, quando estamos acompanhados e queremos optar por algo mais saudável, é que a outra pessoa coloca-nos logo numa posição de quem está com a 'mania das dietas e não precisa' e para 'abrirmos uma exceção'. É, na minha opinião, uma atitude reprovável dessas pessoas. Seria mais fácil e bom para todos serem os outros a deixarem-se contagiar pelo espírito equilibrado por uma refeição que seja e não tentarem estragar um processo de tanta importância. Ainda que a força de vontade seja muita e que consigamos manter as nossas decisões, a tentação está lá e é fortíssima. Cá em casa, é o que se passa. Quero, por tudo, manter-me nas minhas sopas e gelatinas e só me põe à frente chocolates e pratos deliciosamente calóricos. É uma treta nesse aspeto. Mas anyway, lá tenho conseguido manter a concentração nos princípios recomendáveis. Outra parte fulcral neste processo é a água que tem que ser bebida em grandes quantidades. Num dia normal não tenho muitos problemas em beber água mas este frio tem abolido qualquer vontade de beber qualquer coisa fria que seja. Pois bem, viciei-me em bebidas quentes. Água quente com chá, café, cevada, capuccinno... De manhã, depois de almoço, à tarde, antes de dormir. Ah! Como sabe bem... Mas só água. Nunca leite. Deixei de consumir leite e já não o faço há uns bons dois ou três meses (bebo iogurtes e como queijo para substituir). O açúcar também foi largamente reduzido. Em cafés e coisas que tais opto por canela que só faz bem. E é isto!