Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Teenage Dirtbag

Este blog é o meu diário. Mais para mim do que para vocês. Uma tentativa de arquivo de pensamentos. "Teenage" como quem diz... já são 25.

Teenage Dirtbag

Este blog é o meu diário. Mais para mim do que para vocês. Uma tentativa de arquivo de pensamentos. "Teenage" como quem diz... já são 25.

30 de Novembro, 2021

O Ginásio #2

Inês

Apesar de o início desta saga do Ginásio ter sido complicada (e ainda ter os seus atropelos), encontrei finalmente uma das coisas que mais procurava: as aulas de combate, aka, pro-fight. Nestas aulas, trabalha-se pouco o cardio e a forma física no geral (naquilo que é mais tradicional, apesar que nos dias seguintes sinto sempre as costas e braços doridos). São aulas com um ritmo mais calmo, onde se aposta na técnica dos movimentos. São formados pares e a aula toda é de treino coreografado com luvas de boxe no um para um. Sente-se a força do outro, as nossas mãos suadas e a música de rock a puxar a agressividade característica. É um ambiente que gosto e onde me tenho sentido confortável. Só peca pelos míseros 45min semanais que passam a voar. E eu peco também na força que ainda não invisto nos movimentos pois, além de não conhecer a minha força, tenho receio de a usar. A única coisa que oiço é para dar com mais força, para pensar em alguém que não goste no trabalho ou alguém que me chateie especialmente e, apesar de entender o propósito, eu não coloco mais força se pensar naquela pessoa que não aprecio no trabalho. Não lhe quero bater (no máximo só quereria que fosse despedida). Pensei nisto e a estratégia que irei utilizar na próxima aula é pensar em alguém que me está a assaltar, ou pior, a colocar a minha integridade física em causa. Aí assim, utilizaria toda a força disponível que existisse no meu corpo. Vou implementar esta estratégia e espero corresponder. Na última aula recebi também alguns elogios do instrutor que podem muito bem ser simples motores de motivação para que eu não deixe de aparecer nas aulas mas still... senti-me orgulhosa. "Tens raça", "Boa, Inês", "Dá gosto ver". Renny, sei que nunca vais ler isto mas obrigada pelas palavras! Gostei de ouvir e, mesmo que nãs as dissesses, voltaria sempre às tuas aulas!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.