Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Teenage Dirtbag

yound adult na tarefa árdua de tentar ser alguma coisa de jeito.

Teenage Dirtbag

yound adult na tarefa árdua de tentar ser alguma coisa de jeito.

02 de Junho, 2022

Pensamentos para não esquecer

Inês

Esta semana foi, sem dúvida, mais calma. O reboliço emocional abrandou. Que bom! É verdadeiramente bom pois o pior de tudo o que estava a sentir era o retrocesso que tudo representava no caminho que eu já percorri como indivíduo deste mundo. Voltamos a estar juntos e continuou a ser maravilhoso. Uma das coisas que esta semana me deu foi o facto de se tornar mais evidente para mim que é contigo com quem eu quero estar e partilhar vida. Não tenho em mim certezas para a vida toda mas de alguma forma essa ideia assentou em menos dúvidas como uma pequena certeza que espreita e se acomoda na minha cabeça (que, de vez em quando, é um autêntico caos).

Entendi que o amor pode não ser só uma coisa que nos acontece mas também uma escolha que fazemos. Um investimento, um esforço, um desafio, uma prova, um compromisso. As bases de uma relação podem ser diversas mas creio que acreditar que a outra pessoa se vai esforçar na mesma medida é um dos principais. E assegurar que isso acontece, falar sobre isso, alinhar expectativas, é essencial. Preciso de fazer isso contigo. Demorei até entender que eu própria quero e preciso de fazer isso, mas necessito de saber se tu também alinhas neste comboio. Terás todo o direito de dizer que não (e aí vais-me mesmo partir o coração) mas eu não acredito nisso. Também sentes o mesmo e isto não se finge nem se substitui assim. Esfreaste com as outras e fizeste esforços para estar comigo. Isso já me quer dizer muita coisa e acalma-me, sobretudo. Deixei de sentir aquela inquietação que me consumiu na semana passada e, por isso, deixo aqui escrito para a inês do futuro que precisar:

- sai de casa, trabalha, vai à praia, vai ao ginásio, vai caminhar com a joaninha e jantar com as meninas.

- tu vales por ti própria e não em comparação com ninguém, confia no que tens para dar e nas ligações que crias.

- quando estão juntos, são um do outro; quando estão separados, está cada um na sua vida, exatamente assim.

- não há uma melhor pessoa para encontrar (ou por outra, poderá haver sempre sempre uma pessoa melhor e esse sensação nunca vai desparecer mas não é produtiva, à semelhança daquilo que pensas sobre a vida), mas sim uma versão melhor de ambos.