Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Teenage Dirtbag

Este blog é o meu diário. Mais para mim do que para vocês. Uma tentativa de arquivo de pensamentos. "Teenage" como quem diz... já são 25.

Teenage Dirtbag

Este blog é o meu diário. Mais para mim do que para vocês. Uma tentativa de arquivo de pensamentos. "Teenage" como quem diz... já são 25.

17 de Setembro, 2020

Verão mais Verão

Inês

Hoje parece que vai chover. Parece-me então o dia perfeito para colocar um ponto final no chamado Verão, infelizmente.

A semana passada comprei o terceiro frasco de protetor solar este ano. Inédito. E estou-vos a falar de frascos normais, dos médios, praí 300ml. Nunca em outro verão, que eu me lembre, tenha sequer gasto um frasco inteiro. Normalmente, vai parar ao lixo por passar o prazo de validade. Daí que 2020 está a ser pioneiro em muitos aspectos.

Mudei de casa o ano passado para mais perto da costa e portanto valorizo muito esta grande vantagem que é sermos os sortudos de termos nascido num local tão perto da praia. Imaginem se nascessemos em Madrid, não tínhamos praia. Ou Paris, ou Londres, ou Berlim, etc. Mas nascemos em Portugal (que pior das hipóteses, tem praia a 200 kms, se vivermos ao lado de Espanha) e temos a maravilha do mar e areal na palma da mão. Pego no carro e em 5 min estou na praia. Fiz isso muitas vezes este ano. Comecei logo em Maio e foram raros os fins-de-semana de Junho e Julho em que não estive com um pé na praia. Em Agosto, rumei ao Algarve e não houve um dia também que não aproveitasse o sol e a água.

Além disso, este ano algo mudou em mim no que diz repeito ao chamado "ir a banhos". Eu era aquela pessoa que nunca entrava na água. Fui habituada a isso. Só molhava os pés. Com o passar dos anos assim continuei e tinha medo de entrar na água. Convinhamos que a água do norte também não é particularmente convidativa pelo que nunca tive grande curiosidade nem interesse. No entanto, apesar disso e ainda nas águas do norte, este ano aventurei-me nos mergulhos e devo dizer que estou incrivelmente surpreendida comigo mesma. Entro em 5 min e mergulho. Custa ligeiramente, não minto, mas quase nada! Ainda no passado fim-de-semana aproveitei as boas tempraturas para me despedir da praia e apesar de esperar águas praticamente geladas (até porque não estava assim tanto calor), mergulhei num instante. Mais rápido até que a Joana. Eu acho que acabei por mudar quase do oito para o oitenta. Antes nunca entrava na água, agora entro sempre e rápido. É para compensar.

De resto, neste verão, em julho, tive ainda a felicidade de ter um fim-de-semana com as minhas amigas da licenciatura na casa da Pat no Furadouro. Foram só dois dias mas foi muito bom poder estar com elas no registo de verão. Além de que agora só conseguimos estar as cinco juntas poucas vezes por ano.

Será um Verão que me ficará na memória (pelo menos para já). Será bom sinal que apareçam verões ainda mais memoráveis do que este.